Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
webdescobertasdigitais2

Blogueiro De Sucesso: Erros Que Você Não Vai Cometer


→ Como Gerar Tráfego Qualificado


Vamos combinar: de nada adianta nada conservar um site no ar se ele não receber acessos. Se o teu blog usa o WordPress como CMS (gerenciador de tema), não há motivos para deixar o serviço de S.e.o. (search engine optimization) de lado. Isso porque o próprio Google, o superior site de buscas do universo, considera o WordPress amigável para a otimização de sites para mecanismos de procura.


A plataforma fornece uma série de recursos e plugins atualizados que vão ao encontro das boas práticas de Seo (search engine optimization). Sabendo que há milhares de sites desejando apresentar-se para o mesmo público-alvo que o seu, você necessita conhecer as melhores técnicas e plugins para utilizar em seu favor. Como você necessita saber, os buscadores priorizam, em seus resultados, páginas que oferecem conteúdos de característica, uma vez que a intenção dos mecanismos é assegurar a melhor experiência possível ao usuário. Logo, é isso que devia fazer.


Mas, em primeiro território, é considerável definirmos o que é conteúdo de propriedade para os buscadores. Um conteúdo de característica reúne dicas inéditas e que respondem a todas as questões que os usuários venham a ter sobre isso instituído tópico. Quanto mais modelos de tema, melhor para otimizar uma página. Isso inclui imagens, videos e textos. Neste instante, para o site de buscas compreender que tua página pode ser expressivo, você necessita ressaltar alguns pontos. Cada artigo necessita conter uma palavra chave que se relacione diretamente com o tópico abordado. Se você estiver escrevendo um texto sobre isso dicas de S.e.o. (otimização para sites de buscas), tais como, sua palavra chave é “SEO”.

  • 6 - Capriche na elaboração de cada página, pois que ela será quota considerável de seu blog
  • Acessar o site do hospedeiro do web site
  • 3° Território: Toluna
  • Principais incentivos durante os quatro anos de inexistência do MMA
  • Como criar um blog de sucesso passo a passo?-Parte #5-O Template

Normalmente, decidem-se as palavras-chave segundo o volume de buscas no Google. Para esta finalidade, use ferramentas como o Google Trends, que apontam os termos mais procurados. Estabelecido o principal termo do tema, procure destacá-lo em lugares estratégicos. Desse significado, é fundamental que a palavra chave apareça pela URL, no título, nos subtítulos H2, no início do primeiro parágrafo e ao longo do texto. Entretanto procure não repeti-la em excedente para não prejudicar a característica do conteúdo.


Em alguns casos, prefira sinônimos. Por fim, textos muito curtos - com menos de trezentos palavras - não são bem pontuados pelos mecanismos de procura, desse modo, procure se aprofundar em suas posts. ⇒ LEIA TAMBÉM: Joomla x WordPress: qual é o CMS perfeito por ti? Muitas coisas pra fazer, não? Pra ajudá-lo a não esquecer nenhum detalhe, o melhor atalho é instalar o plugin WordPress Seo By Yoast. A partir daí, toda vez que você elaborar uma página ou um conteúdo novo, ele lembra os passos de otimização. Antes da publicação, o plugin classifica o texto como prazeroso (círculo verde), OK (círculo laranja) e péssimo (círculo vermelho) S.e.o. (otimização para sites de buscas), isto é, trabalhe a todo o momento pra procurar a melhor classificação possível.


O WordPress Seo by Yoast bem como sinaliza alguns passos que você deve aprimorar. Tendo como exemplo, se não houver nenhum hiperlink no texto, seja interno ou externo, ele sugere a utilização. Ou dessa forma, quando o assunto tem menos de trezentos palavras, ele sinaliza que é necessário digitar pouco mais pro texto tornar-se importante. E mais: é possível, ainda, editar títulos e meta-especificações direto pelo plugin.


Mas não deixe tudo nas mãos da ferramenta. Você também deve fazer uma avaliação da característica do tema e só publique o texto no momento em que ele não deixar margem para questões do leitor. Quem nunca abandonou um website em razão de ele demorava pra carregar? Os usuários não têm mais paciência para páginas que gastam mais de 3 segundos para carregar. Como os buscadores não querem exibir aos usuários páginas que eles irão abandonar em insuficiente tempo, a velocidade de carregamento do teu web site se torna um ponto primordial pra S.e.o. (otimização para sites de buscas), além da experiência do usuário, claro. Por esse significado, o WordPress fornece uma série de plugins que ajudam na otimização da velocidade do blog. Um deles é o Page Speed Insights, que faz um diagnóstico do desempenho da sua página pela internet e indica melhorias, como a diminuição do tamanho de imagens e a habilitação do cache. Outro aspecto que o Google olha com atenção é a otimização das imagens. Deste modo, no momento em que você absorver a imagem no texto, é sério que o nome do arquivo contenha a palavra chave.


Inclua, ainda, o termo principal nos atributos “title” e “Alt” da imagem. Trata-se de um jeito que diminui o tamanho das imagens na hora em que você faz o upload. E o melhor de tudo é que a característica das imagens não fica prejudicada. Depois dessas dicas, você neste momento pode começar a trabalhar boas práticas de S.e.o. (search engine optimization) em seu site. Vale relembrar que é fundamental conservar os plugins atualizados e suprimir aqueles que não são mais usados. No fim de contas, continue estudando e explorando outras técnicas de otimização.


São palavras chave menos disputadas e isso tende a facilitar a vitória de boas posições nos resultados de pesquisas do Google. Por isso, para fazer um artigo magnético, dê preferência às palavras-chave Long Tail. Voltando ao meu caso, eu terminei descartando a palavra-chave “Escrever textos”, por considerá-la “Long Tail”.. Anotei em um arquivo a quantidade de pesquisas mensais por “como publicar um artigo” (2.900), pra eu investigar e comparar com novas palavras-chave.

Tags: blog

Don't be the product, buy the product!

Schweinderl